Encontros do Olhar



Programa

21 OUT—21:00 

Descolonizar/Reativar: Arquivos e Representação

Awa Konaté e Ben Krewinkel
Desirée Desmarattes (moderação)

18 NOV—21:00

Fotografia e Ativismo Social

Anthony Luvera

27 JAN—21:00 

Commissioning Photography

Emma Bowkett e Josh Lustig

24 FEV—21:00

Feminino e a Construção Social

Haley Morris-Cafiero

24 MAR—21:00

Fotografia e a Comunidade

Jim Goldberg e Alessandra Sanguinetti

28 ABR—21:00

Photobook à La Portugaise

Archivo, Pierrot Le Fou, STET e XYZ Books
Pablo Berástegui (moderação)




EDO 2021-22
Sobre
Open Call
Photo Quiz
Equipa
Contato


Pt / En





Rua da Vitória, 129
4050-634 Porto

223 326 875 / 914 103 503
ipf.edo@ipf.pt
ipf.pt

Instagram
Facebook

Instituto Português de Fotografia

Mark

28 ABR 2022—21:00
Photobook à La Portugaise




Salut au monde!, Porto


Pablo Berástegui, desenvolveu uma sólida carreira como produtor cultural em Espanha, trabalhando em diferentes áreas, principalmente em projetos de grande porte e com um denominador comum: serem o resultado da colaboração de inúmeras entidades.

Como exemplo, podemos mencionar diferentes projetos e, em particular, aquele desenvolvido como Diretor Geral da Donostia San Sebastián 2016 Capital Europeia da Cultura, entre outubro de 2014 e junho de 2017, o projeto mais ambicioso em que ele esteve envolvido desde ter começado a sua carreira como gerente de projetos culturais.

Foi também diretor do Festival Internacional de Fotografia e Artes Visuais PHotoEspaña, entre 2002 e 2006, festival no qual ele começou a trabalhar como coordenador geral em 1999; além de quatro edições de La noche en blanco, correspondentes aos anos 2007 até 2010. Em 2008, foi nomeado Coordenador Geral do Matadero Madrid, um novo centro de criação contemporânea da cidade, onde trabalhou até dezembro de 2012, quando foi convidado a assumir a redefinição e lançamento de outro grande projeto cultural da capital, o Centro Conde Duque, obra a que se dedicou em 2013. No fim desta encomenda, deixou Madrid para realizar o projeto Pausa, um programa de residência para artistas, pensadores ou poetas em áreas rurais, já em Portugal.

Atualmente, Pablo Berástegui reside entre Madrid e Porto, onde dirige o projeto Salut au monde! um programa de exposições de fotografia contemporânea focado em explorar quem são os Outros — quem a priori não se assemelha à ideia que temos de nós mesmos — e celebrar a diferença.
Além do seu trabalho no Salut au monde!, Berástegui é professor de Desenho e Gestão de Projetos Culturais, no Mestrado em Estudos Curatoriais da Universidade de Navarra e comissário do programa Sustentar, um projeto organizado e produzido pela Ci.CLO Plataforma de Fotografia e desenvolvido em parceria com as Câmaras Municipais de Évora, Figueira da Foz, Loulé, Mértola, Setúbal e o Porto.



Galeria Portátil, Pierrot Le Fou, Porto

Pierrot Le Fou é uma editora dedicada à fotografia, fundada em 2012 por Dulcineia Neves dos Santos, Susana Lourenço Marques, Bruno Figueiredo e Pedro Bandeira, sito em Porto.



STET—livros & fotografias, Lisboa

STET—livros & fotografias é uma associação cultural que tem como base uma livraria especializada em livros e fotografias, edições de autor, livros de artista e teoria da imagem. Este projecto nasce como uma plataforma crítica de discussão e divulgação de livros e fotografias, promovendo a circulação de publicações de artistas nacionais e importando livros de editoras internacionais.

Temos edições independentes e outras clássicas,  edições de autor e livros de artistas, umas acessíveis outras mais caras, especiais ou bizarras. Com tiragens limitadas, novidades e raridades, em formato de livro e prova fotográfica.  Fazemos regularmente eventos dentro e fora do nosso espaço, debates, apresentações de livros, organizamos e participamos em feiras de edições nacionais e internacionais.




XYZ Books, Lisboa


XYZ Books livraria dedicada exclusivamente à venda de livros de fotografia e outras edições de autor, abriu as suas portas ao público no dia 14 de Junho de 2013 na zona do Chiado, em Lisboa. É após um período de amadurecimento de cerca de dois anos que, no verão de 2015, a XYZ Books decide abandonar o bairro mais turístico da cidade para se juntar ao projecto multidisciplinar d’a Ilha. Actualmente, e embora mantendo à venda um alargado leque de livros editados por diversos artistas e entidades, a XYZ Books assume-se como uma editora independente e um laboratório de investigação artística com foco nos fenómenos editoriais.



Mark