Encontros do Olhar



Programa

21 OUT—21:00 

Descolonizar/Reativar: Arquivos e Representação

Awa Konaté e Ben Krewinkel
Desirée Desmarattes (moderação)

18 NOV—21:00

Fotografia e Ativismo Social

Anthony Luvera

27 JAN—21:00 

Commissioning Photography

Emma Bowkett e Josh Lustig

24 FEV—21:00

Feminino e a Construção Social

Haley Morris-Cafiero

24 MAR—21:00

Fotografia e a Comunidade

Jim Goldberg e Alessandra Sanguinetti

28 ABR—21:00

Photobook à La Portugaise

Archivo, Pierrot Le Fou, STET e XYZ Books
Pablo Berástegui (moderação)




EDO 2021-22
Sobre
Open Call
Photo Quiz
Equipa
Contato


Pt / En





Rua da Vitória, 129
4050-634 Porto

223 326 875 / 914 103 503
ipf.edo@ipf.pt
ipf.pt

Instagram
Facebook

Instituto Português de Fotografia

Mark

24 MAR 2022—21:00
Fotografia e a Comunidade

 


Jim Goldberg Dave and Cookie jonesin’, coming down off of drugs. San Francisco, USA. 1989. © Jim Goldberg/Magnum Photos


Jim Goldberg: A abordagem inovadora e multidisciplinar de Jim Goldberg ao documentário fazem dele um fotógrafo e um investigador social emblemático dos nossos tempos. O seu trabalho examina frequentemente a vida de populações negligenciadas, ignoradas ou de outra forma fora do mainstream, por meio de colaborações profundas e de longo prazo que investigam a natureza dos mitos americanos sobre classe, poder e felicidade.

Um bookmaker prolífico e influente, as publicações mais recentes de Goldberg incluem Ruby Every Fall, Nazraeli Press (2014); The Last Son, Super Labo (2016); Raised By Wolves Bootleg (2016), Candy, Yale University Press (2017), Darrell & Patricia, Pier 24 Photography (2018) e Gene (2018).

Goldberg expôs amplamente, incluindo exposições no Museum of Modern Art, Nova Iorque; no SFMOMA; no Museum of Fine Arts, Boston; na Corcoran Gallery of Art; no Los Angeles County Museum of Art; e na Yale University Art Gallery. O seu trabalho é também apresentado regularmente em exposições coletivas em todo o mundo. Coleções públicas, incluindo MoMA, SFMOMA, Whitney Museum of American Art, Getty, National Gallery, LACMA, MFA Boston, The High Museum, Nelson-Atkins Museum of Art, Library of Congress, MFA Houston, National Museum of American Art, e Art Institute of Chicago.

Goldberg recebeu três bolsas do National Endowment of the Arts in Photography, uma bolsa Guggenheim, o Prémio Henri Cartier-Bresson e o Deutsche Börse Photography Prize, entre muitas outras menções honrosas e bolsas.

Goldberg é professor emérito na California College of the Arts. É representado pela Galeria Casemore Kirkeby em San Francisco. Goldberg ingressou na Magnum Photos em 2002.




Alessandra Sanguinetti, The Adventures of Guille and Belinda and The Enigmatic Meaning of Their Dreams / The Necklace. Buenos Aires, Argentina. 1999 © Alessandra Sanguinetti/Magnum Photos

Alessandra Sanguinetti é conhecida pela sua fotografia lírica que explora temas de memória, lugar e as transições psicológicas da juventude.

Sanguinetti nasceu em Nova York, em 1968, e cresceu na Argentina, onde viveu de 1970 a 2003. O seu interesse pela fotografia começou aos 9 anos, quando se debruçou sobre a coleção da sua mãe de livros de Michael Lesy, Dorothea Lange e outros. Estudou Antropologia na Universidade de Buenos Aires e Estudos Gerais no International Center of Photography.

Em 1996, começou a trabalhar numa série que viria a ser intitulada On the Sixth Day, que explorava a complexa relação entre o homem e os animais domésticos no interior da Argentina. Três anos após ter iniciado este projeto, direcionou a sua atenção para duas primas de nove anos, Belinda e Guille, cuja quinta da avó havia sido o tema do Sixth Day. Sanguinetti acompanhou as duas meninas durante cinco anos, tirando fotos integradas num projeto de uma vida, fotografando de forma colaborativa as duas raparigas enquanto cresciam e, atualmente, como mulheres adultas. Os primeiros cinco anos culminaram numa monografia muito aclamada, The Adventures of Belinda and Guille and the Meaning of their Enigmatic Dreams (2010).

Sanguinetti recebeu uma bolsa da Guggenheim Foundation e da Hasselblad Foundation. As suas fotografias estão incluídas em coleções públicas e privadas, como a do Museum of Modern Art (Nova Iorque), do San Francisco Museum of Modern Art, do Museum of Fine Arts in Houston, do Museum of Fine Arts, Boston. Fotografou para a The New York Times Magazine, LIFE, Newsweek e New York Magazine. Sanguinetti é membro da Magnum desde 2007. Reside atualmente na Califórnia.

Jim Goldberg e Alessandra Sanguinetti vão liderar um workshop intensivo, no âmbito da criação de novos ou da edição projetos fotográficos em curso, desenvolvendo uma forte identidade visual e considerando novas formas de abordar as narrativas visuais. Mais informações em breve.



Mark